Liberdade para Kirill Ukraintsev, sindicalista, vítima do regime russo!

.

Com mais de 20 anos à frente da Federação Russa, Putin tem travado uma verdadeira guerra contra o povo da Rússia, cuja situação económica e social continua a piorar. Para tentar esconder a situação, além do desenvolvimento de campanhas de intoxicação e propaganda, o regime silencia por todos os meios aqueles que ousam falar alto e lutar por mais liberdade e justiça. Sindicalistas, anarquistas e, em geral, defensores dos direitos humanos estão particularmente na sua mira… A guerra desencadeada após a invasão do território ucraniano aumentou a brutalidade da repressão por parte do Estado russo, que agora nem sequer finge respeitar a sua própria legalidade.

Kirill Ukraintsev é um simples trabalhador precário, um estafeta que faz entrega de refeições, e que com outros colegas, em 2020 teve a coragem de dizer “niet” ao seu patrão-oligarca e de criar um sindicato para exigir respeito pela sua dignidade. Desde 2020, eles já fizeram inúmeras greves, exigindo o pagamento de salários não pagos, a anulação de multas injustas e o fim do aumento de mais encargos sobre os trabalhadores. Reivindicam também contratos de trabalho para os estafetas.

Em abril passado, o chefe do Delivery Club decidiu unilateralmente reduzir os salários dos estafetas em 20%, num momento em que a Rússia está a ter um forte aumento da inflação! Em resposta a essa medida escandalosa, os estafetas iniciaram um movimento grevista. No dia 25 de abril, enquanto o sindicato “Correio” organizava uma manifestação em frente à empresa, a polícia invadiu a casa de do  secretário do sindicato, Kirill Ukraintsev. Foi detido sob custódia e acusado ao abrigo do artigo 212.1 do Código Penal da Federação Russa, que reconhece como delito  convocar ou participar em reuniões não autorizadas. O sindicalista é acusado de apelar a estafetas e a taxistas, através das redes sociais, para protestarem contra a violação de direitos laborais. Por isso, arrisca até 5 anos de prisão por “violação repetida do procedimento de organização de reuniões”.

O julgamento, inicialmente marcado para 25 de junho, foi adiado para o outono. Mas a 17 de outubro, o julgamento foi novamente adiado, desta vez para 7 de abril de 2023. Durante todo esse tempo, Kirill permanece preso e isso em total desrespeito pela lei russa que indica que a duração da prisão preventiva não deve exceder 6 meses! A juíza ignorou o pedido dos advogados para levar o caso ao Ministério Público e, para se afastar da responsabilidade por essa decisão, transferiu o caso para outro tribunal. A arbitrariedade do regime de Putin é agora totalmente assumida pelos seus lacaios e servos.

A seção russa da AIT apela à solidariedade para com o sindicato “Correio” e exige a liberdade incondicional de Kirill!

“O sindicato independente Correio, na Rússia, é uma organização de base que denuncia as negociatas das empresas. Cria e põe em prática novas táticas de luta no campo do trabalho precário. Duarante os últimos dois anos tem existido uma repressão violenta contra os seus militantes, utilizando tanto a tática do estrangulamento económico por meio de repetidos julgamentos, como a coerção física direta. Neste momento, Kirill Ukraintsev, presidente do sindicato Correio, está sob o controle do sistema implantado pelo Delivery Club, propriedade da holding de comunicação O2O. Ao eliminar Kirill, eles querem-nos obrigar a parar de lutar.

Pedimos, por isso,  a todos os camaradas que estão contra a opressão do homem pelo homem e a alienação do trabalho pelo capital, que apoiem a nossa organização de trabalhadores precários (…)

Apelamos aos nossos companheiros no estrangeiro que participem nas ações de solidariedade que vão ser implementadas:

Participem em piquetes e manifestações perto da Embaixada da Rússia no vosso país ou cidade. Podem ter como referência um vídeo com palavras de apoio a Kirill Ukraintsev, à sua família e ao sindicato Correio. Enviem todos os vídeos, fotos e links para o nosso canal do Telegram @CourierUnionFeedbackBot ou um e-mail para muharatgaijima@gmail.com

– Deem o máximo de publicidade a este caso. Publiquem comunicados, informem nos vosso sites, informem os estafetas dos vossos países …

– Produzam e publiquem vídeos,, fotos, autocolantes, cartazes, grafites, etc.

– Precisamos estabelecer contatos com movimento sindical internacional. Trocar experiências. Esta é talvez a melhor ajuda para o desenvolvimento de sindicatos independentes. »

Nas palavras de nossos companheiros: Os estafetas não são escravos! A solidariedade é a nossa arma!

Liberdade para Kirill Ukraintsev!

Companheiros do CNT-AIT (França)  

http://cnt-ait.info 

contact@cnt-ait

Tradução : https://colectivolibertarioevora.wordpress.com/2022/11/08/liberdade-para-kirill-ukraintsev-sindicalista-vitima-do-regime-russo/

Laisser un commentaire

Votre adresse e-mail ne sera pas publiée.